Vapor de gasolina 1

Vapor de gasolina promete economia de até 50% no combustível

O vapor de gasolina é a nova invenção que está chamando atenção na internet. Prometendo uma economia de 30 a 50%, será que esse sistema realmente funciona?

Vale lembrar que os carros já possuem uma espécie de sistema de vapor de gasolina, chamado de EEC. Ele é responsável pela reutilização do vapor, evitando sua eliminação na atmosfera.

Porém, esses novos kits prometem ainda mais economia. Eles consistem principalmente de um reservatório e uma mangueira, que é a responsável por transportar o vapor do tanque para o motor.

Teoricamente, ao chegar no motor, o vapor acaba substituindo parte do uso da gasolina, e assim, até 50% de combustível pode ser economizado.

Porém, há alguns indícios de que o vapor de gasolina não é tão eficiente assim.

Primeiro, não há pesquisas concretas que comprovam a eficácia do vapor de gasolina. Alguns alegam que seu uso pode alterar a relação ar – combustível no motor. Isso pode levar a falhas na combustão.

Também, por ser composta de diversas substâncias, a evaporação desse combustível não é uniforme. Além de tudo isso, a segurança dos kits de vapor de gasolina não são 100% comprovados. 

De qualquer forma, para aqueles que querem testar o vapor de gasolina, não é preciso informar o Detran da alteração no veículo. Os kits de vapor de gasolina custam entre R$ 100 e 200 no Mercado Livre.

Como o vapor de gasolina funciona? 

vapor de gasolina 2

Os kits de vapor de gasolina encontrados na internet são compostos de uma mangueira, um reservatório para o vapor, um filtro e algumas válvulas, como a de fluxo, responsável por evitar que o vapor volte ao tanque depois de passar pela mangueira. 

O vapor de gasolina gerado no tanque de combustível é transportado para o reservatório.

Desse reservatório, o vapor de gasolina é levado, através da mangueira, para a admissão, na mesma entrada do ar.

Em teoria, ao entrar nos cilindros, o vapor é detectado pelo sensor de oxigênio, e assim, central do carro entende que não é necessário injetar mais combustível no motor.

Dessa forma, é possível economizar até 50% de combustível, segundo os anúncios do produto.

Porém, há algumas oposições quanto ao uso do vapor de gasolina:

Não há dados que confirmem a economia do vapor de gasolina

É, no mínimo, estranho que uma invenção que promete até 50% de economia de combustível não tenha sido descoberta pelas grandes montadoras antes.

Certo é que grandes invenções podem ser descobertas em garagens. Porém, montadoras como a Volkswagen, Renault, etc. contam com um time gigante de pesquisadores.

De qualquer forma, mesmo que já esteja fazendo sucesso na internet, nenhum tipo de pesquisa formal foi conduzida para comprovar a eficácia do vapor de gasolina.

Mesmo sem pesquisas completas, há pessoas da área que alertam para algumas possíveis desvantagens do vapor de gasolina.

Relação ar-combustível no motor pode ser afetada pelo vapor de combustível

O vapor de gasolina entra no cilindro juntamente com o ar, como já vimos. O sensor de oxigênio detecta essa entrada e a injeção de combustível é diminuída.

Porém, mesmo que de forma mínima, a relação ar-combustível – também conhecida como relação estequiométrica – pode ser comprometida.

Isso porque a proporção de combustível (vapor e líquido) pode estar em um nível maior que a de oxigênio.

Em algum momento, caso essa proporção não seja controlada, o motor pode acabar falhando em alguns momentos.

Segurança do kit de vapor de gasolina ainda não é comprovado

Toda adaptação que interfere no modo de fábrica do carro pode acabar comprometendo sua segurança. Os kits de vapor de gasolina ainda não têm sua segurança comprovada. Como esse sistema lida diretamente com combustível – substância inflamável – é preciso que todos os componentes, como a mangueira e o reservatório sejam totalmente seguros.

Composição da gasolina pode impedir vapor de gasolina uniforme

A gasolina é composta de diversas substâncias.Cada substância presente nesse combustível tem uma temperatura de vaporização diferente, e por isso, o vapor de gasolina pode não ser uniforme.

Dessa forma, esse vapor que é transportado para o motor pode acabar sendo prejudicial, pois não está em sua formação molecular completa, podendo causar falhas na combustão.

Em contrapartida a essa afirmação, esses vapores inevitavelmente são produzidos no tanque e já são utilizados pelo sistema EEC. A invenção que capta o vapor de gasolina apenas intensifica esse processo de reutilização.

Aproveitamento de vapor já existe nos carros

O que muitos não sabem é que os carros com motor de combustão já possuem um sistema que permite o aproveitamento do vapor, porém em menor escala.

Esse sistema é chamado de EEC – Evaporative Emission Control (Controle de emissão evaporativa).

Adotado na década de 90, esse sistema consiste principalmente do filtro de cânister, feito de carvão ativo. Esse filtro é o responsável por absorver o vapor, que é levado até o coletor de admissão. 

O EEC foi adotado para que houvesse uma redução na emissão de gases poluentes por parte dos carros.

Carros elétricos não precisam do EEC, pois não produzem nenhum tipo de poluente. 

vapor de gasolina 3

É importante salientar que, apesar dos ditos benefícios e das oposições, nada ainda pode ser 100% comprovado. Para se ter um relatório completo dos prós e contras do vapor de gasolina, é necessária a realização de uma pesquisa científica completa sobre o assunto.

De qualquer forma, para os curiosos de plantão, é possível adquirir kits no Mercado Livre. A modificação pode ser feita normalmente, sem necessidade de informar ao Detran.