Toyota conheça a história da marca.

Com sede no Japão e espalhada por 160 países e regiões, a Toyota é uma das maiores fabricantes de automóveis do mundo. Em 2012, a empresa bateu um recorde inédito ao produzir mais de 10 milhões de unidades no período de um ano. Em quantidade de vendas, a empresa costuma ficar atrás apenas da GM e da Ford.

A Toyota é a líder mundial no mercado de carros elétricos e híbridos. Seu pioneirismo na adoção de carros híbridos têm origem ainda em 1997, com o lançamento do Prius. A Lexus, subdivisão de luxo da Toyota, é uma referência mundial em qualidade de fabricação, design e desempenho de seus carros.

Aliando tecnologia de ponta, qualidade e pioneirismo, a Toyota consolida cada vez mais uma trajetória de sucesso iniciada na década de 30.

História da marca

A Toyota Motor Corporation é uma montadora de carros japonesa, fundada em 1937 por Kiichiro Toyoda. Tem sede em Toyota, província de Aichi, Japão.

Por volta de 1929, Kiichiro Toyoda viajou pelos Estados Unidos e pela Europa para aprender mais sobre automóveis, possuindo grande interesse em motores.

O interesse de Toyoda em automóveis começou em 1924 após ter desenvolvido e fabricado um motor.

De volta ao Japão, Kiichiro estabeleceu um departamento automobilístico na empresa de seu pai, a Toyoda Automatic Loom Works em 1933. A empresa fundada por Sakichi Toyoda originalmente fabricava teares e máquinas.

A partir daí, Kiichiro começou a desenvolver pesquisas sobre motores movidos a combustão e em 1937 a empresa foi renomeada para Toyota Motor Co., se tornando independente.

Em 1935 a Toyota lança seu primeiro carro para passageiros, o Model AA. O Toyota AA saiu ao preço de 3,350 ienes, aproximadamente 400 ienes mais barato que seus concorrentes da Ford e GM.

Cinco anos depois a montadora abre o Centro de Ciências Toyota para desenvolver suas pesquisas.

Toyota Fabrica 1945

Após o fim da Segunda Guerra Mundial, a Toyota fabrica seus veículos reaproveitando peças de caminhão gastas e danificadas. Já em 1947 a Toyota lança o protótipo de um automóvel pequeno, segmento ignorado pelas montadoras americanas.

Dois anos depois o protótipo foi lançado e foi chamado de Toyopet SA, nome que não agradou a todos. O carro podia alcançar a velocidade de 87 km/h.

Além dele, a empresa lançou outros modelos leves, como o Toyopet SB e o Toyopet Stout, caminhões leves.

A Guerra havia devastado a economia japonesa, resultando em muita inflação e dificuldades para a Toyota. Isto resultava em muitos prejuízos para a empresa, que buscava produzir ao máximo mas não conseguia vender o que precisava.

Beirando a falência, a Toyota viu-se obrigada a reduzir sua força de trabalho de 8000 para 2000 trabalhadores. Foi então neste momento em que a montadora japonesa passou a investir fortíssimo em tecnologia e automação para aumentar sua eficiência.

Em 1951 a Toyota passou a fabricar o Land Cruiser, modelo hoje conhecido mundialmente, com uma produção de 500 carros por mês.

10 anos depois era lançado o Toyota Publica, e um ano depois, em 1962, a montadora japonesa alcança a marca de 1 milhão de veículos fabricados.

Investindo sempre em tecnologia e qualidade, a marca Toyota ia progressivamente conquistando renome e confiabilidade.

30 anos depois, na década de 80, a Toyota já tinha se consolidado como a segunda maior fabricantes de carros do mundo, atrás apenas da GM.

Em 1984, a Toyota fez uma parceria com a General Motors para fundar a New United Motor Manufacturing, Inc., possibilitando o começo de sua produção em solo americano.

Conhecida por seus carros econômicos e eficientes, a empresa passa a investir também no mercado de carros de luxo com o lançamento do Lexus em 1989.

Na década de 90 houve a expansão da Toyota pelos mercados latino-americanos e do sudeste asiático, num momento em que já dominava 40% da produção automobilística japonesa.

A empresa já havia ultrapassado marcas bem estabelecidas como a Jaguar, BMW e Mercedes-Benz e aberto linhas de produção em vários países.

A Toyota não parou de investir em tecnologia e inovação e em 1997 lançou o Prius, inserindo pioneiramente a montadora no mercado de carros eco-amigáveis.

Prius Prime

O Prius unia o motor a combustão a um motor elétrico, sendo capaz de reduzir o consumo de combustível e a emissão de poluentes.

Atualmente, a Toyota é a maior fabricante de automóveis do mundo, tendo estabelecido a venda recorde de mais de 10 milhões de veículos por ano desde 2012. Sua receita anual é estimada em 225 bilhões de dólares.

A Toyota conta com 540 subsidiárias e 226 filiais, empregando 364.445 funcionários em todo o mundo. Recentemente, a empresa divulgou ter alcançado a marca de 200 milhões de carros vendidos.

O maior sucesso da fabricante japonesa é o Toyota Corolla, lançado em 1963 e que já vendeu mais de 40 milhões de unidades até 2013. Foi o carro mais vendido do mundo em 2017.

A Toyota é a maior fabricante mundial de carros híbridos, se tornando uma referência na produção de carros ecologicamente mais sustentáveis. Estima-se que a Toyota já tenha vendido mais de 10 milhões de carros híbridos, sendo 60% deles modelos Prius.

Marca se chamava Toyoda

Originalmente, a marca levava o nome da família do fundador, Sakichi Toyoda.

Em 1937, houve um concurso público para a elaboração de uma nova logo para a empresa, o que levou a mudança do nome de Toyoda para Toyota.

Os desenvolvedores alegaram que o novo nome soaria melhor.

Além disso, a troca do “d” pelo “t” significaria que em japonês a palavra seria escrita com 8 traços, ao invés de 10. E o 8 na cultura japonesa é um número relacionado à prosperidade e boa fortuna.

O novo nome também estaria associado ao crescimento e expansão da empresa.

Empresa fabrica modelos de carros e ônibus

Onibus Toyota

A Toyota fabrica uma gama bastante diversificada de carros em diferentes categorias, e uma listagem oficial da empresa feita em 2012 consta um número de 70 modelos.

Entre os veículos fabricados pela empresa estão sedãs, cupês, peruas, caminhões, híbridos, pickups e os crossovers.

Há modelos super compactos, como o Toyota Yaris, e compactos, como o tradicional Corolla. Existem modelos médios como o Camry e grandes como o Toyota Avalon.

A Toyota fabrica modelos de peruas que incluem o Previa e o Sienna. E utilitários como o 4Runner e o completo Land Cruiser.

Dentre as pickups, uma que faz bastante sucesso no Brasil pela confiabilidade e durabilidade é a Hillux. A Toyota também vende o modelo Tacoma.

A Lexus é uma subdivisão da Toyota centrada em carros de luxo, como o novo RX 450h.

Outra categoria disponível pela montadora são os miniônibus Toyota Coaster e o Hino Liesse.

Além de todos esses veículos terrestres, em 1997 foi criada a Toyota Marine para a fabricação de barcos a motor.

Carros com tecnologia elétrica e híbrida

Desde o lançamento do Prius em 1997, a Toyota vem se consolidando como a maior fabricante de carros híbridos do planeta.

Prius

A Toyota foi a primeira fabricante a produzir e vender carros híbridos em larga escala, atingindo a histórica marca de 10 milhões de unidades em janeiro de 2017.

A Lexus também fabrica modelos luxuosos de carros híbridos, incluindo grandes utilitários.

A família Prius é a referência em carros híbridos da montadora, já tendo vendido 4 milhões de unidades em todo o mundo.

Além de modelos plug in, como o Toyota Prius Plug-in Hybrid, a montadora conta com carros totalmente elétricos.

A primeira geração de carros totalmente elétricos teve início com o Toyota RAV4 EV, que acabou sendo descontinuado. A empresa afirma que as dificuldades de se produzir veículos elétricos ainda são muito altas.

Em 2010 a Toyota se uniu a Tesla para a fabricação de 2.600 unidades de modelos RAV4 convertidos. A bateria e outros componentes foram fornecidos pela Tesla Motors.

A fabricante japonesa também investe na tecnologia de célula a combustível hidrogênio, lançando o carro conceitual Mirai.

Toyota Mirai

Combinando hidrogênio instalado em tanques e oxigênio atmosférico para criar energia elétrica e impulsionar o carro, o único resíduo produzido pelo veículo é água.

No entanto, mover um carro a base de hidrogênio é uma tecnologia muito cara e ainda carece de maior evolução para se tornar rentável. Mirai em japonês significa “futuro”.

Até 2050, a montadora japonesa pretende fabricar exclusivamente carros híbridos e elétricos. E essa é uma tendência global.

Muitos países também já estão definindo datas-limite para que a produção e venda de carros com motor a combustão. Na Alemanha, o governo discute a possibilidade de proibir as vendas até 2030.

Projeto F1 e o surgimento da Lexus

O Projeto F1 surgiu dentro da Toyota em 1981 pelas mãos do diretor-executivo Eiji Toyoda, com o objetivo de desenvolver um sedã de luxo para o mercado internacional.

Inicialmente o Projeto F1 não contava com orçamento ou cronograma bem estabelecidos, mas havia o desejo de criar algo inteiramente novo, sem o reaproveitamento de plataformas ou componentes já desenvolvidas pela Toyota.

O verdadeiro objetivo de Eiji Toyoda e da missão passada aos engenheiros, técnicos e designers era criar o melhor carro do planeta, que vencesse qualquer rival.

Os desenvolvedores deveriam buscar superar os sedãs de luxo alemães, especialmente o Mercedes-Benz Classe S e o BMW Série 7.   

O novo carro deveria superar os rivais em aerodinâmica, conforto, velocidade máxima e eficiência com um design completamente novo.

Após anos de pesquisa e desenvolvimento, em 1989 a Lexus é fundada como uma subdivisão de luxo de dentro da Toyota, estreando com o modelo LS 400.

O carro foi aclamado por suas características excepcionais de fabricação requintada e tecnologia, consolidando a Lexus na vanguarda dos sedãs de luxo.

Empresa é dona da Yamaha, Subaru, entre outras

 

A Toyota possui além de sua linha convencional e da Lexus empresas que são afiliadas ou parcialmente subsidiárias, como a Hino, a Scion, a DENSO e a Aisin Seiki Co.

Dentre elas se destaca a Yamaha, fabricante de motocicletas com bastante expressão no mercado brasileiro.

Yamaha-Logo

A Subaru, fabricante de automóveis japonesa, também possui participação da Toyota.

Empresa também atuante no segmento esportivo

A Toyota investe e atua em vários segmentos de esporte automobilístico. Isso garante visibilidade para a empresa e também promove o esporte.

A montadora participa, entre outros, da Fórmula 1, NASCAR, Copa Nippon, competições de rali e da Copa GT.

 

Empresa atua nos mais diferentes mercados

Além da indústria automobilística, o campo de atuação da Toyota se estende a área aeroespacial.

A fabricante de automóveis possui participação minoritária no desenvolvimento de jatos da Mitsubishi Aircraft Corporation.

A Toyota investe também em educação, tendo criado sua primeira universidade em 1981, a Toyota Technological Institute.

Outro interesse da japonesa é a robótica, desenvolvendo robôs multitarefa para funções que incluem cuidado de idosos, produção e entretenimento. A Toyota chegou a desenvolver uma cadeira de rodas movida por impulsos neurais.


Pioneira com o Prius

Prius Hibrido10

A Toyota entrou para a história da indústria automobilística com o lançamento do Prius em 1997, período em que ainda não se falava muito em alternativas ao combustível fóssil.

É o carro híbrido mais popular do mundo, já tendo superado o número de 4 milhões de unidades vendidas.

O Prius combina dois motores de forma inteligente, um elétrico e outro a combustão, de acordo com as necessidades da estrada e do motorista.

É um carro sustentável e econômico, com níveis de emissão de poluentes bem inferiores aos praticados por veículos de combustão a gasolina ou diesel.

O Prius tem como um de seus maiores trunfos a economia. Utiliza um motor a gasolina 1.8 e outro elétrico, uma combinação extremamente silenciosa, marca registrada do carro.

Além dos dois motores o Prius possui um sistema de frenagem regenerativa. A energia gasta na frenagem do automóvel, antes transformada em calor e dissipada, é reaproveitada.

Não é só no mercado internacional que o Prius faz sucesso. É o híbrido mais vendido também no Brasil, e o número só cresce.

Entre 2011 e 2016, foram 600 unidades do Toyota Prius vendidos no Brasil. O INMETRO elegeu o Prius como sendo o carro mais econômico do país, fazendo 18,9 km/h nas vias urbanas e 17 nas estradas.

O preço médio de um Prius no Brasil é de R$120 mil.

Seja o primeiro a saber das novidades!

Login/Register access is temporary disabled
Compare items
  • Total (0)
Compare
0