Ônibus elétrico bate recorde de autonomia

A autonomia dos carros elétricos cresce a cada dia, assim como a dos ônibus elétricos. A maioria dos ônibus elétricos até hoje dependiam de fios suspensos acima do ônibus para transmitir a energia que movimenta o motor. No entanto, começaram a aparecer no Brasil também aqueles ônibus elétricos que possuem baterias e podem trafegar por onde bem entenderem.

Existem vários tipos de ônibus 100% elétrico com diferentes conceitos no mercado. O Trolleybus é um exemplo tradicional que funciona com dois bastões com polo que são conectados a dois fios suspensos de 600 volts que fornecem a energia.

Outro tipo de ônibus elétrico é o OLEV, que é carregado sem a necessidade de fios. Ele pode se movimentar para os lugares usando apenas a transferência de energia sem fio através de indução eletromagnética. Diferente do Trolleybus, ele possui uma bateria que vai se recarregando enquanto locomove pelos trechos de estradas recarregáveis. Estão ainda fase de testes em estradas locais da Coréia do Sul, por exemplo.

trolleybus vermelho

Um grande limitador dos ônibus elétricos até então era a dificuldade de colocar cabos ou placas de condução de energia em todos os lugares que eles trafegam. Esse cenário vem mudando rapidamente nos últimos anos com o avanço da tecnologia de baterias impulsionada por montadoras de carros elétricos como a Tesla.

Uma boa autonomia de rodagem é o que faltava para a migrarmos dos ônibus movidos à diesel para elétricos. A Proterra é a empresa pioneira neste mercado e ainda vamos ouvir falar muito dela.

Proterra a marca que promete

A Proterra é uma empresa especializada em projetar e fabricar ônibus 100% elétricos e com zero emissões de poluentes, fundada no ano de 2004 na cidade de Golden, Colorado. Suas pesquisas estão focadas inteiramente nas necessidades da indústria e no desenvolvimento econômico.

Foi uma empresa pioneira nos estados unidos com seus primeiros ônibus, o EcoRide BE35 rodando sem depender de motores movidos a combustão.

O sucessor do EcoRide Be35, o Proterra Catalyst, feito de fibra de carbono leve e durável e materiais compósitos avançados. E também com um design totalmente novo fornecendo um ônibus mais longo e leve.

Em setembro de 2015, seus ônibus chegaram a marca 415 km de autonomia com apenas uma única carga. Em julho de 2016, a empresa conseguiu operar 907 km também com uma única carga, com seu mais novo e recordista modelo Catalyst E2.

Recorde de distância de um ônibus elétrico

A Proterra tem quebrados recordes mundiais com seus ônibus 100% elétricos nesses últimos 3 anos. Seu último grande feito foi no mês de setembro de 2017, estabelencendo um alcance de exatos 1,772 km com seu último e mais recente modelo o Catalyst E2 Max Proterra, que possui várias baterias de 660 kWh.

O detentor do recorde anterior era um carro de passeio leve, que conseguiu ir 1.632km. Um feito impressionante para um ônibus totalmente elétrico e 46 vezes mais pesado. Depois de tal feito até o Elon Musk, CEO da Teslairá revelar o seu semi-caminhão em seu centro de design em Hawthorne, Califórnia, em 26 de outubro de 2017.

O teste de alcance não foi feito apenas para mostrar, mas para fins de demonstração ou protótipo. Uma variante da configuração atual da Proterra será posta à venda, disse o CEO Ryan Popple num entrevista à Forbes.

Proterra em expansão

A Proterra mudou o jogo em meados de 2014, quando estava fazendo uma campanha em mais de 50 cidades nos Estados Unidos para uma demonstração de seu mais novo modelo patenteado como Proterra v2. Esse novo modelo foi especialmente desenvolvido para trazer novas melhorias ao setor de transporte público.

Em um comunicado emitido pela empresa, Heidi McNary, vice-presidente de marketing da Proterra, disse que a posição da empresa no mercado garantiria que o produto da próxima geração responda de forma única aos requisitos de desempenho e às necessidades operacionais dos clientes de trânsito

O presidente da Proterra, Ryan Popple, disse que a turnê visou as principais cidades para aumentar o interesse em soluções sustentáveis, enquanto colocava a marca na vanguarda do movimento ambiental no setor de transporte público.

À medida que as preocupações com o impacto ambiental continuam a aumentar, o setor de transporte público está evoluindo rapidamente, disse ele.

Tendências dos ônibus elétricos do futuro

 A Proterra está com um projeto que vai além da autonomia dos ônibus elétricos. Em 2017 a fabricante de ônibus elétricos, vem trabalhando junto com a agência de robótica e transporte. São engenheiros especialistas inteligência artificial do Reno Autonomous Robotics Lab. Objetivo da parceria seria para coleta de dados, sobre integrar o transporte público autônomo às cidades – começando pelo ônibus.

O projeto em si não é simplesmente ensinar os veículos como rodar nas cidades com segurança, mas sim encontrar um meio de descobrir como preparar uma infraestrutura para transportes públicos autônomos nas ruas.

A segurança dos ônibus é uma preocupação é séria. Além de uma série de sensores e câmeras de segurança, estão testando uma tecnologia que emite luz com sensor de calor ao redor dos ônibus elétricos para rastrear com mais precisão pedestres e objetos a distância.

Os sensores estão sendo usados para detectar o status do tráfego a frente, ou até um potencial perigo a outros pedestres e até mesmo veículos. Esses testes não se limitarão apenas nos veículos autônomos, mas também nas ruas onde os ônibus passariam.

Por enquanto a maioria dos testes ocorrem no exterior mas muito em breve começaremos a ver mais destes veículos aqui pelo fato de estarem se tornando cada vez mais competitivos.

Artigo escrito por Caio Henrique

Seja o primeiro a saber das novidades!

Login/Register access is temporary disabled
Compare items
  • Total (0)
Compare
0