Proibição venda de carros a gasolina

Canadá sugere aos Estados Unidos a proibição da venda de carros movidos a gasolina

Segundo o Ministério do Meio Ambiente canadense, a proibição da venda de carros movidos a gasolina já é um plano em execução no país. Agora, a ideia é que os Estados-Unidos também participe desse planejamento em prol do meio ambiente.

Como sabemos, o Canadá tem uma forte relação com os Estados Unidos em todos os âmbitos, e nesse quesito, o âmbito comercial não fica para trás. Atualmente, por conta parceria entre os países, e principalmente devido a isso, o Canadá está numa tentativa de estreitar os laços do ramo ambiental com os Estados Unidos.

               Com efeito, no dia 11 de dezembro de 2020, uma sexta-feira, foi dito por uma autoridade canadense que talvez uma forma de estreitar esses laços ambientais com o país parceiro seja através de uma possível proibição norte-americana. Tal proibição seria voltada à venda de novos automóveis e caminhões movidos a gasolina.

Comercialização de carros que não sejam movidos a gasolina

                Na coletiva de imprensa dada pelo ministro do Meio Ambiente canadense, Jonathan Wilkinson, ele anuncia planos para um futuro próximo e uma Nova administração. Segundo sua fala, Ottawa e o eleito novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, inegavelmente tiveram acordo no quesito ambiental. Sendo assim, concordam que a implantação de automóveis que não sejam movidos a combustível fóssil deve ser imediata.

                Para tanto, os países parceiros discutiram as melhores formas de colocar o plano em execução. Embora o prazo essa implantação seja a longo prazo, o Canadá e os Estados Unidos pretendem colocar outro plano em execução conjuntamente a esse. O tal plano seria o de realizar melhorias no setor de transporte dos países.

                Inclusive, as palavras de Jonathan Wilkinson sugeriram um plano que os Estados Unidos poderiam seguir. Em suma, ele diz que os países da Europa, a cidade de Quebec e a província de Colúmbia Britânica, já estipularam datas limites para a venda de carros novos movidos a gasolina. Assim, a sugestão que fica seria a de Washington seguir esses modelos.

Proibição no comércio de carros movidos a gasolina

                Com efeito, fica nítida que as intenções do ministro do meio ambiente canadense é de que estreitar relações ambientais. Assim, ao invés de adiantar o resultado de negociações futuras, Wilkinson diz que a parceria é justamente para que se construa plano de ação conjuntamente, uma vez que isso irá auxiliar os países no cuidado com o meio ambiente e possíveis prejuízos climáticos.

                No quesito de emissão de gases que repercutem no efeito estufa, o Canadá ainda não cumpriu toda a meta prometida. Porém, o governo do país, que tem como primeiro-ministro Justin Trudeau, afirma como prioridade o meio ambiente. Dessa forma, prometem reduzir a zero as emissões até 2050.

Data limite para vendas de carros movidos a gasolina

                Tendo por objetivo o cumprimento dessa meta, algumas cidades do Canadá já definiram certos calendários para a proibição da venda de carros a gasolina. Visto isso, a cidade de Quebec já anunciou que a partir de 2035, todos os carros e caminhões zero quilômetro movidos a gasolina serão proibidos de serem comercializados. Tencionando que o plano chegue ao patamar nacional, o governo do Canadá pretende que essa meta se estenda ao país inteiro até o ano de 2040.

                Nesse sentido, os Estados Unidos também já se prepara para tais mudanças comerciais em prol do meio ambiente. Para tanto, o novo presidente já apresentou um planejamento climático o qual inclui o incentivo de veículos elétricos. De acordo com o plano, os fabricantes de carros com zero emissão de gases estufa serão incentivados para produzirem tais veículos.