SpaceX: conheça a empresa aeroespacial de Elon Musk

A SpaceX é considerada a maior empresa aeroespacial privada. Criada por Elon Musk, ela realiza diversos lançamentos com seus foguetes próprios a fim de acelerar a exploração no espaço.

Fundada na primeira metade da década de 2000, a empresa de Musk vem se destacando pela tecnologia e investimentos feitos em seus foguetes.

O maior objetivo da empresa é explorar cada vez mais o universo e, no futuro, promover a colonização em outros planetas. O principal alvo da SpaceX é Marte.

Desde o primeiro foguete – Falcon 1 – passando pelo Falcon 9 até chegar no Falcon Heavy, a empresa vem evoluindo em um ritmo frenético.

O Falcon Heavy, inclusive, é considerado o foguete mais potente em operação. O gigante da SpaceX foi lançado em fevereiro, levando junto um carro da Tesla ao espaço.

Além dos foguetes, a empresa também desenvolveu o Dragon, nave espacial utilizada para o transporte de astronautas e abastecimento da Estação Espacial Internacional.

Com objetivos cada vez mais ambiciosos, o novo projeto da SpaceX é lançar 12 mil satélites na órbita da Terra. A intenção é criar uma rede de acesso à internet via satélite de alcance mundial.

Desde sua fundação até os projetos atuais, conheça tudo sobre a SpaceX.

O início da SpaceX

A Space foi fundada em 2002 pelo magnata Elon Musk. Tudo começou quando o empresário idealizou o conceito da Mars Oasis. Esse projeto inicialmente previa a instalação de uma estufa em Marte para o cultivo de plantas. 

Para tirar a ideia do papel, Musk foi à Russia comprar foguetes, sem sucesso. Na volta para sua casa, Elon teve a ideia de criar a própria empresa.

Porque comprar foguetes se eu posso construí-los?

Com a ajuda de Tom Mueller, atual diretor técnico da empresa, Elon Musk criou a SpaceX.

Com a construção de foguetes próprios e o desenvolvimento de parte dos softwares necessários, Musk consegue economizar até 10 vezes no valor de lançamento dos veículos aeroespaciais. 

Dez anos após sua fundação, a SpaceX já tinha 40 lançamentos programados. Em 2013, a empresa já tinha uma agenda futura para mais 50 lançamentos.

Desde então, a SpaceX está trilhando um caminho ascendente. 

A empresa foi a primeira a realizar um pouso controlado em Terra e a reutilizar seus foguetes.

Para realizar seus lançamentos, a SpaceX conta com três bases:

  • Cabo Canaveral
  • Centro Espacial John F. Kennedy
  • Área de Vanderberg

SpaceX quer colonizar Marte 

SpaceX Marte

A empresa aeroespacial de Elon Musk quer ir além e quebrar barreiras. A SpaceX tem como principal alvo promover a colonização de outros planetas.

O objetivo inicial é colonizar Marte. Em 2022, a empresa pretende enviar alguns foguetes não-tripulados ao planeta. A intenção será procurar água e instalar uma estrutura básica para a chegada dos próximos foguetes.  

Até 2024, a empresa planeja enviar naves tripuladas para o planeta vermelho, iniciando a missão de colonização.

Por enquanto, a empresa está desenvolvendo foguetes e os utilizando para missões na órbita da Terra. 

Os foguetes da SpaceX

Para que possa atingir seus objetivos, a SpaceX vem construindo inovadores modelos de veículos aeroespaciais. 

Por enquanto, a empresa já produziu três tipos de foguete de lançamento e uma nave espacial. Conheça eles a seguir.

Falcon 1 

Falcon 1 SpaceX

Apresentado em 2006, o Falcon 1 é o primeiro foguete de lançamento produzido pela SpaceX.

O veículo aeroespacial foi criado para o lançamento de satélites na órbita da Terra.

Em 2008, o Falcon 1 fez história.

O foguete se tornou o primeiro modelo de combustão líquida produzido por uma empresa privada a atingir a órbita da Terra.

Após 5 lançamentos, o Falcon 1 foi descontinuado em 2009. O primeiro foguete da SpaceX foi substituído pelo Falcon 9.

Falcon 9 

SpaceX Falcon 9

Sucessor do primeiro foguete da SpaceX, o Falcon 9 marca uma grande evolução na construção de veículos aeroespaciais.

Anunciado em 2005, o Falcon 9 foi lançado pela primeira vez somente em 2010.

O design do foguete se mantém o mesmo do Falcon 1, em uma versão maior, com 70 metros de altura e 3,7 de diâmetro.  

O primeiro estágio do Falcon 9 conta com nove motores Merlin – propulsores criados pela própria SpaceX.

Em baixa órbita, o Falcon 9 tem capacidade para carregar 22,8000 Kg de carga. Já em órbita geoestacionária, o foguete carrega até 8,300 Kg.

O Falcon 9 foi o responsável por levar a nave espacial Dragon ao espaço, em 2010.

Até agora o Falcon 9 realizou 50 lançamentos. De todos, apenas dois não ocorreram com sucesso.

Falcon 9 é o primeiro foguete reutilizável do mundo

Em dezembro de 2015 a SpaceX conseguiu um feito inédito.

O Falcon 9 realizou um pouso controlado em Terra, sem que houvesse danificação de suas estruturas.

O foguete foi recuperado, reutilizado e lançado novamente pela empresa em 2017. A reutilização de foguetes é uma das grandes inovações da SpaceX. Investindo em tecnologia para o pouso em Terra desses foguetes a empresa economiza milhões.

Falcon Heavy 

SpaceX Falcon Heavy

Desenvolvido pela SpaceX a partir de 2011, o Falcon Heavy é considerado o maior foguete em operação no momento.

Constituído de três módulos do Falcon 9, o Falcon Heavy tem 70 metros de altura por 3,6 de diâmetro.

O gigante é capaz de carregar até 17 toneladas de carga para fora do planeta. O primeiro teste do Falcon Heavy ocorreu em janeiro de 2018, com sucesso. Cada missão com o foguete custa cerca de 90 milhões de dólares.

Falcon Heavy leva carro da Tesla ao espaço 

SpaceX Tesla no espaço

Utilizando o Falcon Heavy, a SpaceX conseguiu atingir outro feito histórico. A empresa lançou um carro da Tesla ao espaço.

O lançamento ocorreu no começo de fevereiro e ganhou repercussão mundial.

Dentro do veículo foi colocado um boneco vestido de astronauta, além de uma placa com a frase “Feito na Terra por humanos”.

O Roadster, modelo da Tesla que foi ao espaço, foi acoplado ao gigante da SpaceX e seguiu em direção à órbita de Marte, passando pelo Cinturão de Asteroides.

Dragon 

SpaceX 2

Com seu primeiro lançamento em 2010, juntamente com o Falcon 9, o Dragon é uma espaçonave criada pela SpaceX.

O Dragon é utilizado principalmente para missões de reabastecimento da Estação Espacial Internacional – EEI.

A SpaceX fechou uma parceria de U$ 1,6 bilhões de dólares com a Nasa para que possa realizar 20 missões de reabastecimento de suprimentos para a EEI.

Além dos suprimentos, a Dragon pode transportar até 7 tripulantes.

SpaceX lançará satélites para criar rede de internet mundial

Após lançar um carro ao espaço, a SpaceX quer ir além. A empresa planeja lançar cerca de 12 mil satélites na órbita da Terra para criar uma rede de internet mundial.

Chamado de Starlink, o ambicioso projeto já deu seus primeiros passos.

Em 21 de fevereiro de 2018, a SpaceX lançou um Falcon 9 com 2 satélites Starlink, conhecidos como Tintin-A e Tintin-B.

Até 2024, a empresa pretende lançar mais de 4 mil satélites do projeto Starlink. Para instalar todos os satélites, a SpaceX gastará cerca de U$ 10 bilhões.

Além disso, a empresa também lançou no mesmo foguete o satélite espanhol PAZ. Esse satélite conta com um radar que poderá passar informações meteorológicas e cobrirá necessidades governamentais e comerciais a nível mundial.

O satélite PAZ dará 15 voltas completas por dia na órbita da Terra. Para saber tudo sobre a missão PAZ, acesse o site da SpaceX.

Com projetos cada vez maiores e mais desafiadores, a SpaceX tem se mostrado uma gigante no ramo aeroespacial. Com a ascensão da empresa, Elon Musk mostra que é possível atingir grandes objetivos em direção à exploração do espaço.

Seja o primeiro a saber das novidades!

Login/Register access is temporary disabled
Compare items
  • Total (0)
Compare
0