Renault Zoe pode chegar ao Brasil

Renault Zoe aparece na lista do Inmetro e poderá chegar no Brasil

O Renault Zoe apareceu na lista do Programa de Etiquetagem do Inmetro e poderá ser vendido no Brasil. Segundo a lista, o veículo 100% elétrico poderá chegar ao país em até 5 versões diferentes.

A versão LR, por exemplo, conta com motor de 110 cavalos, chegando a 135 Km/h. A autonomia do veículo é de até 370 Km. Além disso, o Renault Zoe teve sua eficiência energética comprovada, ganhando o selo “A” do Inmetro.

Por enquanto, nenhum anúncio oficial da Renault foi feito, mas espera-se que o Renault Zoe chegue com um valor acima de R$ 100 mil. Porém, a empresa pode adotar o aluguel de baterias, como já faz na Europa. Com isso, poderia ser economizado até R$ 40 mil.

Saiba tudo sobre o carro 100% elétrico da Renault, que já é sucesso na Europa e poderá ser vendido no Brasil.

Carro elétrico da Renault aparece na lista do Inmetro

Renault Zoe 2

O Renault Zoe, em 2018, apareceu na lista do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV), do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO). Isso significa que é bem provável que o veículo chegue para o público brasileiro em breve.

O Renault Zoe já marca presença no Brasil, fazendo parte da frota da Itaipu Binacional e da CPFL. O Twizy, outro modelo elétrico da montadora também está sendo utilizado no Brasil, pela Porto Seguro. O Zoe seria primeiro modelo 100% elétrico da Renault a ser vendido no Brasil.

Renault Poderá vender 5 versões do Zoe no Brasil

Segundo consta na página 17 do programa do Inmetro, foram registrados 2 modelos do Renault Zoe, O Zoe NR e o LR.

O Zoe NR poderá ser vendido em duas versões – Intens e Life. Enquanto isso, o Zoe LR poderá ter 3 versões – Intens LR, Life LR e ultimate LR. Na Europa, a Bose Automotive realiza a venda do Ultimate.

Modelo Zoe NR Zoe NR Zoe LR Zoe LR Zoe LR
Versão Intens Life Intens LR Life LR ULT LR

Renault Zoe tem consumo equivalente a até 32 Km por litros

Renault Zoe carregando

Segundo o PBEV, as versões Life e Intense (Hatch) têm consumo equivalente a 32,2 km/l na cidade e 26,7 km/l nas estradas. Já as versões Long Range (LR) fazem, respectivamente, 31,9 km/l na cidade e 26,9 km/l nas estradas. O consumo Energético (MJ/km) dos veículos são de 0,65 Mj/km. Por conta de sua eficiência, o veículo atingiu o nível “A” na tabela do Inmetro, recebendo o selo Conpet.  

Quanto à motorização, os veículos contam com um motor elétrico que oferece 110 cavalos de potência e 22,9 kgfm de torque. Com essa potência, o Zoe pode  ir de 0 a 100 Km/h em apenas 4 segundos e chegar a 135 Km/h.

As duas primeiras versões – Intens e Life – têm autonomia de até 317 Km. Enquanto isso, o Intens LR, Life LR e ULT LR têm uma alcance maior: 370 Km.

Design e tecnologia

Olhando para o Zoe, é possível perceber algumas semelhanças com o visual do Clio, da mesma montadora.

Porém, o Renault Zoe se diferencia por um design um pouco mais arredondado, além de não contar com as grades dianteiras, necessárias apenas nos veículos a combustão. Há também a presença de células fotovoltaicas do tipo abelha e de um escudo de gel de poliuretano na traseira e na frente do veículo.  

Além de um visual chamativo, o Renault Zoe conta com diversas funcionalidades, como:

  • Sistema de climatização que permite filtrar o ar;
  • Display de 7 polegadas com central multimídia compatível com Android Auto;
  • Controle de estabilidade;
  • Airbags frontais;
  • Aplicativo que permite checar todas as informações de direção do veículo. 

O veículo ainda conta com o Voz ZE, um sistema que avisa aos pedestres que o carro está passando, pois, por ser elétrico, é totalmente silencioso.

As dimensões do Renaut Zoe são:

  • Comprimento: 4,08 m;
  • Largura: 1,73 m;
  • Altura: 1,56 m;
  • Extremidade dianteira: 839 mm;
  • Extremidade traseira: 657 mm;
  • Altura livre ao solo: 120 mm;
  • Distância entre eixos: 2,59 m.

Zoe tem consumo baixo de energia

Na Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), seis veículos Zoe rodaram 17 mil quilômetros e consumiram 3.249 KWh de energia. Segundo o Programa de Mobilidade Elétrica (2013) apud Editora Globo (2015), esse dado é equivalente ao gasto de 16 casas durante um mês. Os estudos ainda indicam que, apesar do gasto elétrico, a economia gerada pelos Zoes foi de 2.3 ton/CO2 na atmosfera.

Preço e lançamento do Renault Zoe no Brasil

Renault Zoe Inmetro

O Renault Zoe foi o veículo mais vendido da Europa em 2015, totalizando 18.453 vendas. Segundo o R7 (2016), em 2015, a marca vendeu 23.086. Desde que suas vendas se iniciaram na Europa, já saíram de linha mais de 100 mil unidades.

O preço real e o lançamento do Renault Zoe ainda não foram divulgados pela montadora, mas estima-se que passará de R$ 100.000,00 cada versão.

Renault poderá reduzir valor do Zoe com aluguel de baterias

Apesar de ser um pouco caro, há uma grande possibilidade de reduzir o preço do veículo, por alugar baterias. Para entender melhor, entenda que o preço de compra da bateria definitiva tem um valor adicional ao veículo equivalente a 8.900 euros (IVA incluído).

Fica a escolha do comprador, pois  a bateria desse automóvel é realmente durável. Foi o que disse o diretor de marketing da Renault, ressaltando que ao lançarem o Renault Zoe na França, o objetivo era fazer com que as pessoas utilizassem carros elétricos, então para ele, o importante é vender e ajudar na promoção da mobilidade ecologicamente correta. 

Atualmente, com o euro a cerca de R$ 4,78, alugando a bateria, seria possível economizar aproximadamente 40 mil reais.

Rota 2030 pode facilitar chegada do Renault Zoe ao Brasil

Um fator facilitador para a chegada do Renault Zoe ao Brasil é a aprovação da Rota 2030. O programa prevê a diminuição do IPI de carros elétricos, além de outros incentivos. Por enquanto, o programa é uma Medida Provisória. Assim, para que seja completamente validada, é necessário que o Congresso Nacional valide a MP em até 120 dias.

A possibilidade do Zoe ser um dos protagonistas no Salão de SP neste ano é alta. Também há grande possibilidade de serem criadas novas fábricas em outros países, inclusive no Brasil. Caso isso aconteça, o veículo poderá ser vendido a um valor menor no brasil, tornando-se mais popular.